Educação em discussão

O professor Jorge Fernando Hermina estará lançando, respectivamente, nesta quinta-feira (5), às 18h30, na Fundação Casa de José Américo de Almeida, na avenida Cabo Branco, dois livros: “A Reforma Educacional no Brasil (1988-2001) – Processos Legislativos, Projetos em conflito e sujeitos históricos” e Educação na era FHC – Fundamentos Filosóficos e Políticos”. Na ocasião a professora Maria Aparecida Menezes falará sobre a obra.
As publicações são resultados de pesquisas da tese de doutorado defendida na Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE/Unicamp) e foi editada pela Editora Universitária da UFPB.
Os dois livros coincidentemente chegam no mesmo momento em que os candidatos disputam vagas nas assembléias e projetam planos mirabolantes para resolver os inúmeros problemas da educação no país. Em “A Reforma Educacional no Brasil”, o autor levanta dados relevantes para compreender a reforma educacional brasileira.
O estudo é abrangente e complexo uma vez que envolve questões relacionadas às normas jurídicas, que estão indicadas no anexo no final do livro. São pareceres, portarias aprovadas pelo Conselho Nacional de Educação e Ministério da Educação (Mec). Embora apresente dados de 2001, a pesquisa parece atual, uma vez que os conflitos para se obter uma reforma educacional séria e verdadeira no país passa longe do desejo dos brasileiros.
O professor Jorge Fernando, mais conhecido por Tom, esclarece que o estudo se encerrou em 2001 devido à aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN), ou Lei no 10.172, que dentre outras coisas aprova o plano nacional de educação e dá providências.“Este fato foi reconhecido tanto pelas autoridades educativas nacionais como também pelas numerosas associações de professores, estudantes e sindicatos vinculados ao campo da educação, que historicamente, localizam-se na oposição política do processo de reformas, em especial depois que Fernando Henrique Cardoso chegou ao governo”, disse Hermida, um estrangeiro, natural da República Oriental do Uruguai, que parece conhecer muito mais da realidade política educacional brasileira do que os educadores brasileiros.
A publicação vem disposta em três capítulos em que fala, dentre outros assuntos, sobre o primeiro momento da reforma educacional no Brasil e seus antecedentes históricos, além de comentar sobre as propostas, seus mentores e os processos legislativos.
Um dos assuntos polêmicos do livro diz respeito ao papel do partido dos trabalhadores na atual conjuntura quando apoiava os sujeitos coletivos populares contra a proposta neoliberal de reforma educacional se portavam de uma maneira, e agora, como governo, continua mantendo vigente a política educacional aprovada nos governos anteriores.
Na opinião do professor, Silvio Sánches Gamboa, da Unicamp, que escreve o prefácio da obra, o livro contém novos elementos que responde a certas interrogações e vem para questionar se atual reforma em andamento poderá ser a manutenção de uma falácia com conseqüente aprofundamento das desigualdades.
O segundo livro “A Educação na Era FHC – Fundamentos Filosóficos e Políticos”, como próprio título sugere, consiste num aprofundamento filosófico sobre a educação no Brasil, no período de 1995/1998 e 1999/2002, quando o então sociólogo e intelectual Fernando Henrique Cardoso foi presidente da República Brasileira, no qual levantava a bandeira de um país democrático e igualitário.
O estudo ao mesmo tempo em que mostra aspectos qualitativos traz também dados quantitativos, com número populacional e educacional no Brasil sobre a educação básica, gráficos do Ministério da Educação com as taxas de analfabetismo e escolaridade em renda per capita.
Para César Aparecido Nunes, também professor da Unicamp, que escreve a apresentação da obra, a publicação tem um excelente potencial reflexivo e detém uma rigorosa estrutura expositiva. O que impressiona no livro é a comprovação autêntica dos interesses históricos da educação brasileira.

Sobre o autor:

O professor Jorge Fernando Hermida atualmente leciona na Universidade Federal Paraíba (UFPB). É natural de Montevidéu, república Oriental do Uruguai. Naturalizado brasileiro. Doutor em História, Filosofia e Educação pela Unicamp. Foi pesquisador visitante na Universidade de Salamanca, Espanha, no período de 1999 a 2001. Leciona nas áreas de educação infantil, ciência política e política educacional.
Adriana Crisanto

Serviço:
Lançamento:
A Reforma Educacional no Brasil (1988-2001) e
A Educação na Era FHC – Fundamentos filosóficos e políticos
Autor: Jorge Fernando Hermida
Editora Universitária – UFPB
Quinta-feira (5)
Local: Fundação Casa de José Américo de Almeida – Praia do Cabo Branco
Preço: R$ 27,00 e R$ 30,00
Pode ser encontrado na Casa do Livro no Campus I e em todas as livrarias da cidade.
Informações: jorgehermida@hotmail.com
Foto: Ovídeo Carvalho.
Matéria publicada no Jornal O Norte em outubro de 2006 com autorização do autor.