Galeria e frases de Frida

''Querem que eu retrate cinco mulheres mexicanas importantes em nossa história; faço pesquisas para saber que tipo de baratas foram essas heroínas, que tipo de psicologia era o seu fardo, a fim de, ao pintá-las, as pessoas possam diferenciá-las das mulheres comuns e vulgares do México, as quais, para mim, são mais interessantes e poderosas do que as damas mencionadas.''
''Me parece que a coisa mais importante na Gringolândia é ter ambição e se tornar 'somebody', e francamente, não tenho a menor ambição de ser ninguém.''
[Frida não gostava dos EUA, a quem chama sempre de Gringolândia. Acha os 'gringos' , como diz, 'arrogantes de nascença'.]

''Amputaram-me a perna há 6 meses, deram-me séculos de tortura e há momentos em que quase perco a razão. Continuo a querer me matar. O Diego é que me impede de o fazer, pois a minha vaidade faz-me pensar que sentiria a minha falta. Ele disse-me isso e eu acreditei. Mas nunca sofri tanto em toda a minha vida.Vou esperar mais um pouco...'' Foto: BBC Brasil

''Pintar completou minha vida. Perdi três filhos e uma série de outras coisas, que teriam preenchido minha vida pavorosa. Minha pintura tomou o lugar de tudo isso. Creio que trabalhar é o melhor.'' Foto: BBC Brasil

''Eu vou mal e irei pior ainda mas aprendo pouco a pouco a ser só, e isso já é alguma coisa, uma vantagem, um pequeno triunfo.'' Foto: BBC Brasil

''Para que preciso de pés quando tenho asas para voar?''

'Cartas de Frida - 'Acho que é melhor nos separarmos e eu ir tocar minha música em outro lugar com todos os meus preconceitos burgueses de fidelidade.''

''Estou pintando um pouco, sinto que aprendi algo e estou menos estúpida do que antes.''

''Pinto a mim mesmo porque sou sozinha e porque sou o assunto que conheço melhor.''

''Ele leva uma vida plena, sem o vazio da minha. Não tenho nada porque não o tenho.''
Em referência ao marido Diego
''Por que o chamo meu Diego? Nunca foi, nem será meu. É dele mesmo.''
Frida e Diogo Rivera - Foto: BBC Brasil