Orquestra do maestro Spock do Recife é atração do Folia de Rua 2008


A Orquestra do Maestro Spock do Recife abrirá oficialmente este ano o projeto Folia de Rua que terá início no dia 25 de janeiro. As atividades do projeto prosseguem até o dia 2 de fevereiro com a apresentação de mais de 100 blocos que desfilaram pelas ruas da cidade de João Pessoa mobilizando milhares de foliões. O evento é promovido pela Associação Folia de Rua, que tem a frente o carnavalesco, cantor e compositor Lis Albuquerque. O objetivo do atual presidente é conseguir mobilizar mais de 1 milhão de pessoas. "Este ano contamos com mais um ponto favorável, que é o calendário, haja vista que estaremos no auge do verão, em janeiro, pois o carnaval começará bem mais cedo”, disse Lis Albuquerque.

Os principais pólos da festa estarão localizados no Centro Histórico de João Pessoa, na Avenida Epitácio Pessoa (Via Folia) e no Busto de Tamandaré. Os locais, de acordo com os organizadores, estão recebendo uma estrutura para atender ao máximo os foliões. Os blocos este ano estão reforçando suas atividades com suas atrações musicais, entre trios elétricos, orquestras de frevo, cantores, compositores e bandas de expressão regional e nacional.

O centro histórico de João Pessoa será o ponto central da festa de abertura, com um show do grupo de percussão La Ta Tá, do projeto Folia Cidadã e logo após, a meia-noite, subirá ao palco a Orquestra do Maestro Spock do Recife, abrindo oficialmente a Folia com uma grande queima de fogos.

Desfiles na abertura

A partir das 18h do dia 25 a animação tomará de conta dos foliões nos pontos de concentração dos blocos que saem no primeiro dia da Folia de Rua. Os principais blocos são: Anjo Azul, Picolé de Manga, Confete e Serpentina e Pingüim.

O bloco Anjo Azul é o pioneiro na proposta de engajar a energia foliã à dinamização do centro histórico de João Pessoa. Há 12 anos o Anjo Azul se concentra no Beco da Faculdade de Direito, próximo ao Palácio do Governo. Os foliões do Anjo Azul este ano serão animados pelo grupo de percussão Bate com Lata, da Emlur, as orquestra do maestro Vilô e Sucuri, a bateria da Escola de Samba Malandros do Morro, os índios Papo Amarelo e os Ciganos da Esplanada, além do tradicional "banho de cheiro" nos foliões.

A saída do bloco está prevista para 21h30. O Anjo arrastará seu estandarte pelas ruas da cidade patrimônio histórico e dará dará a volta pela Praça João Pessoa, passando em frente ao Supremo Tribunal de Justiça; arrasta o bloco do Pingüim, no Pavilhão do Chá; segue pela frente do Palácio da Redenção, indo pela Duque de Caxias até o Ponto de Cem Réis, onde se encontra com o Bloco da Cueca. De lá, segue pelo beco da sede do Cabo Branco, entrando à direita, na esquina da Biblioteca Pública do Estado, em direção à Rua General Osório, no sentido da Catedral de Nossa Senhora das Neves, chegando no Largo do Colégio das Neves, onde está a sede do bloco Confete e Serpentina.

Após encontro das orquestras e dos blocos, que se dará no largo do Colégio das Neves, os foliões descem a ladeira da Borborema, puxando o bloco convidado, Descendo a Ladeira, rumo à rua da Areia e praça Antenor Navarro, onde acontecerão os shows.

O bloco Picolé de Manga tem um itinerário parecido. A concentração será no Posto Tropicana, a partir das 19h00. No desfile o bloco segue em direção à praça Venâncio Neiva (Pavilhão do Chá), depois pela General Osório, passando pelo Edifício 18 Andares, descendo em direção à Praça Antenor Navarro. O Picolé de Manga é um dos mais tradicionais e animados integrantes da Folia de Rua. Foi criado há 15 anos, concentrando-se na comunidade Cordão Encarnado onde também passou a atuar através de ações sociais, artísticas e esportivas.

Portal da folia

A programação completa dos blocos filiados e convidados do Folia de Rua pode ser conferida no site www.foliaderua.com.br. O internauta poderá também acompanhar as últimas notícias da prévia carnavalesca, interagir através de uma enquete, e se informar sobre o projeto social Folia Cidadã mantido pela Associação Folia de Rua na comunidade Porto do Capim, no centro histórico de João Pessoa.

Novidades deste ano

Com o ingresso de 8 novos blocos ao projeto Folia Cidadã e os 40 blocos convidados da Associação Folia de Rua a estrutura teve que ser aumentada e forçou, naturalmente, a uma melhoria qualitativa da festa. A prefeitura municipal de João Pessoa é o principal apoiador da festa. Ela ficará responsável pela limpeza das ruas, iluminação, ordenamento do trânsito, além de instalação dos palcos, cachê de parte das atrações artísticas e parte da decoração.

O Homenageado

O grande homenageado deste ano será o maestro Severino Araújo, da Orquestra Tabajara. O pai de Severino Araújo era mestre de banda em Limoeiro (PE), e foi quem deu as primeiras noções de música. Ainda criança, adotou a clarineta como instrumento favorito. Na década de 1930, mudou-se para João Pessoa, onde foi clarinetista da banda da polícia militar. Em 1936, escreveu o choro "Espinha da Bacalhau", uma de suas composições mais famosas. Ainda na Paraíba, foi regente da orquestra da Rádio Tabajara, e com alguns integrantes dela partiu para o Rio de Janeiro no final da década de 30. Apenas em 1945, a Orquestra adotou oficialmente o Rio de Janeiro como sua sede.

Sempre inspirada nas “big band´s” norte-americanas, a Orquestra anima bailes, festas e gafieiras desde os anos 40 até hoje, totalizando mais de 13 mil apresentações. A Orquestra Tabajara trabalhava em emissoras de rádio. Com grande popularidade gravou mais de 100 discos de 78 Rpm, batendo recordes de longevidade, além de alicerçar o trabalho de cantores como Jamelão, com quem gravou dois discos-tributos a Lupicínio Rodrigues. Durante a existência do Circo Voador, no Rio de Janeiro, a Tabajara era a atração tradicional dos domingos, com a Domingueira Voadora. O repertório é composto tanto de clássicos do jazz e da canção norte-americana quanto de temas da música brasileira. Severino Araújo, que foi aluno de Koellreuter, é autor de várias músicas executadas pela Orquestra, e comemorou seus 80 anos ainda à frente do grupo, regendo e ensaiando.

Serviço:
Associação Folia de Rua

Largo de São Frei Pedro Gonçalves, 07 – Varadouro – Centro Histórico – João Pessoa. Telefax (83) 3222-7088/9144-4672
Site: www.foliaderua.com.br
Fotos: Divulgação.

Adriana Crisanto
Repórter
adrianacrisanto@gmail.com
adriana@jornalonorte.com.br