Curtas-metragens paraibanos selecionados no Cine Pernambuco

Cena de "O Guardador" de Diego Benevides

Dois curtas-metragens digitais da Paraíba foram selecionados para participar da 12ª edição do Festival do Audiovisual de Pernambuco (Cine PE). O primeiro deles é o curta "Amanda e Monick" da estudante de jornalismo da Universidade Estadual de Campina Grande, de André da Costa Pinto. O vídeo apresenta a história real de Amanda Costa e Monick Macharrara, dois travestis da cidade de Barra de São Miguel, no Cariri Paraibano, que vivem em realidades totalmente opostas, mas tem suas vidas cruzadas a partir do momento que entram na sala de aula.

Amanda é professora de História para turmas de Ensino Médio e Fundamental, tem todo apoio da família, dos alunos e dos amigos quanto a sua condição sexual. Monick Macharrara cursa a 1ª série do Ensino Médio e é aluna de Amanda. Ganha a vida como garota de programa, foi totalmente rejeitada pela família devido a sua condição sexual e ainda tem que sofrer todos os maus tratos que a rua oferece. Vidas opostas que se cruzam quando ambos dobram a esquina e ficam cara a cara com o preconceito.

A locação aconteceu na cidade de Barra de São Miguel. O curta tem 15 minutos e mostra um pouco da vida do cotidiano dos dois travestis e como, através da educação, professora e aluna estão descobrindo uma possibilidade de quebra do preconceito.

A trilha sonora, composta especialmente para o curta, é baseada na história dos dois travestis e surgiu de uma parceria entre o diretor e a banda campinense "Repercussão". Amanda e Monick" é o segundo trabalho profissional de André da Costa Pinto, que recentemente recebeu do Curta Santos um prêmio especial do júri pela originalidade do documentário "A encomenda do Bicho Medonho", que também foi premiado no Jampa Vídeo 2007, além de ter participado de 12 dos maiores festivais de cinema do país e ter sido exibido nacionalmente pela TV Futura e pela TV Câmara.

O segundo selecionado para participar da competição do Cine-PE foi “O Guardador”, do diretor Diego Benevides. O documentário retrata o cotidiano de um funcionário do laboratório de anatomia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e sua relação com a morte e com os corpos humanos que chegam ao laboratório para ser estudado pelos alunos é um dos temas abordados no curta. O filme tem 8 minutos e já participou de várias competições de cinema.

O Cine-PE deste ano bateu recorde nas inscrições, com especial destaque para as categorias longas e curtas-metragens. Devido ao grande número de trabalhos pernambucanos inscritos (31 curtas em vídeo, 17 em 35 mm e 11 longas-metragens), a direção do festival avalia ampliar a programação do festival. Confirma a lista de filmes que participam da mostra competitiva:

1. Curtas-Metragens no formato DIGITAL
- Amanda e Monick (PB), Documentário, Direção: André da Costa Pinto
- Até Onde a Vista Alcança (PE), Documentário, Direção: Felipe Calheiros
- Coração de Tangerina (SP), Ficão, Direção: Juliana Psaros e Natasja Berzoini
- Fabulário Geral de um Delírio Curitibano (PR), Ficção, Direção: Juliana Sanson
- Ismar (RJ), Documentário, Direção: Gustavo Beck
- O Filme do Filme Roubado do Roubo da Loja de Filmes (RJ), Ficção, Direção: Marcelo Yuka, Julio Pecly e Paulo Silva
- O Guardador (PB), Documentário, Direção: Diego Benevides
- O Mascate (SP), Animação, Direção: Fernando Gutiérrez
- O Paradoxo da Espera do Ônibus (RJ), Animação, Direção: Christian Caselli
- Porcos Não Olham Para o Céu (RS), Ficção, Direção: Daniel Acosta
- Um Pra Um (SP), Ficção, Direção: Érico Rassi

2. Curtas-Metragens no formato de 35 mm

- Até o Sol Raiá (PE), Animação, Direção: Fernando Jorge e Leandro Amorim
- Café com Leite (SP), Ficção, Direção: Daniel Ribeiro
- Câmara Viajante (CE), Documentário, Direção: Joe Pimentel
- Cânone para 3 Mulheres (SP), Animação, Direção: Carlos Nogueira
- Comprometendo a Atuação (MT), Ficção, Direção: Bruno Bini
- Décimo Segundo (PE), Ficção, Direção: Leonardo Lacca
- Dossiê Rê Bordosa (RJ), Animação, Direção: César Cabral
- Dreznica (RJ), Documentário, Direção: Anna Azevedo
- Engano (RJ), Ficção, Direção: Cavi Borges
- O Livro Walachai (RJ), Documentário, Direção: Rejane Zilles
- Ocidente (PE), Documentário, Direção: Leonardo Sette
- Os Filmes Que Não Fiz (MG), Ficção, Direção: Gilberto Scarpa
- Pajerama (SP), Animação, Direção: Leonardo Cadaval
- Pugile (SP), Ficção, Direção: Danilo Solferini
- Saliva (SP), Ficção, Direção: Esmir Filho
- Satori Uso (PR), Ficção, Direção: Rodrigo Grota
- Um Ramo (SP), Ficção, Direção: Juliana Rojas e Marco Dutra
- Um Ridículo em Amsterdã (SP), Ficção, Direção: Diego Gozze
- Uma (DF), Ficção, Direção: Nara Riella
- Trópicos das Cabras (SP), Ficção, Direção: Fernando Coimbra

A 12ª edição do CINE PE, Festival do Audiovisual de Pernambuco, acontece entre os dias 28 de abril e 04 de maio de 2008, no Teatro Guararapes, Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. O festival é considerado um dos que possui o maior público de todo o Brasil – cada sessão tem em média 3,5 mil pessoas. Além das mostras competitivas, o evento promove atividades como oficinas técnicas, seminários, lançamentos de livros, exposição, mostra infantil de cinema brasileiro, mostra em bairros populares e mostra de cinema latino.

Adriana Crisanto
Repórter
adriana@jornalonorte.com.br
adrianacrisanto@gmail.com
Fotos: Divulgação.