Sacolas Poéticas

Uma maneira criativa de divulgar a poesia e os poetas paraibanos foi criada pelo Sebo Cultural em 2004. As sacolas que embalam os livros comprados na livraria trazem poemas dos autores locais. As sacolas não têm qualquer custo adicional ao cliente e são uma forma original e prática de levar ao conhecimento da população o trabalho dos poetas paraibanos, muitos ainda não conhecidos do grande público.

A iniciativa é pioneira no Estado. O projeto é simples e de grande alcance. Em cada três meses uma nova leva de sacolas com trechos de poemas de diferentes estilos e linguagens é confeccionada com poetas já consagrados pelo público leitor ao lado de novos talentos da poesia paraibana.

De acordo com o proprietário da livraria Sebo Cultural, Heriberto Coelho, as sacolas de embalagens, dado seu reaproveitamento no transporte de pequenas coisas, é um potente meio alternativo de comunicação. Em 2008 estão previstos a impressão de poemas de Medeiros Braga, Saulo Mendonça, Vitória Lima, Carlos Alberto Jales e Socorro Lira.

Outros poetas estão previstos para circular impresso nas sacolas, a exemplo de Águia Mendes, André Ricardo Aguiar, Antônio Mariano, Astier Basílio, Chico Lino, Edônio Alves, Hildeberto Barbosa, Linaldo Guedes, Políbio Alves, Walter Galvão, Ailton Ramalho, André Luís Nogueira Martins, F. Pereira Nóbrega, José Rodrigues, Maria José S. B. de Menezes, Martinho Ramalho, Osmar Matos, Rilves Lisoul, Vespertina Melo Ribeiro, Zilma Ferreira Pinto, Escurinho, Cristina Guedes e Pedro Osmar.

Adriana Crisanto
Repórter
adriana@jornalonorte.com.br
adrianacrisanto@gmail.com
Foto: Sebo Cultural - divulgação.