Pilar Roca expõe "DESENHOS


Depois da mostra “Entrelinhas”, no ano passado, a artista plástica Pilar Roca expõe “Desenhos”, sua mais nova mostra individual que permanecerá aberta para visitação pública no hall da Torre Mirante da Estação Cabo Branco, Ciência, Cultura e Artes, localizado no bairro do Altiplano até o dia 30 de outubro.

“Desenhos” reúnem 30 trabalhos inéditos da artista e uma de suas melhores fases. Os desenhos são construídos sobre um suporte simples e acessível, a cartolina. Pilar Roca constrói, através dos traços, linhas e formas, emergirem peças que podem ser figurativas, conter uma visão parcial de seres humanos, animais, plantas ou situações construídas e enxergadas particularmente a partir da vivência e experiência de cada um.

Os trabalhos são inicialmente desenhados com tinta esferográfica de cor preta, em seguida escaneados, logo após recebem um tratamento no computador com softwares específicos, para no final terem a dimensão de telas, de modo a ganhar não só outro suporte expositivo, mas provocar outros tipos de leitura sobre a mesma obra.

A proposta inicial de Pilar Roca é estender suas mostras aos mais distintos ambientes, onde a arte possa interagir com a vida, seja por contornos educacionais, terapêuticos ou meramente recreativos. “Além de propor um espaço para os outros se expressarem, porque os desenhos não falam tudo. São como entradas para cada um encontrar seu próprio viés”, explicou Pilar.

O título da mostra “COMPilar”, como o próprio nome propõe sugere, reúne tanto trabalhos inéditos da artista, quanto obras significativas para Pilar Roca e que foram apresentadas em exposições anteriores, a exemplo de "Penélove bajo Sospecha" (2004) e "Entrelinhas" (2009).

A ARTISTA – Pilar Roca é natural de Cádiz, é uma cidade localizada ao sul da Espanha, virada para o Oceano Atlântico, que pertence a Comunidade Autônoma de Andaluza. Além de artista plástica é doutora em filosofia e letras pela Universidade Autônoma de Madrid e professora do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas (DLEM) e da Pós-Graduação em Linguística (Proling) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).