JORNALISMO CULTURAL


No início deste ano lancei um livro intitulado "Jornalismo Cultural", fruto da minha paixão, amor e dedicação ao jornalismo especializado de cultura. É estranho falar sobre você mesmo e divulgar a você mesmo, parece "pedante". Mas, como diria um mestre  "conhecimento é para ser disseminado, divulgado, se ficar só com a gente não cumpre o papel". Foi pensando nisso que lancei (mais não fiz festa de lançamento) o livro “Jornalismo Cultural”, impresso pela Editora Universitária da UFPB.


O livro, com 98 páginas, é fruto de pesquisas realizadas na graduação, especialização em Jornalismo Cultural e no mestrado, no período em que passei em Salamanca (ES). No primeiro capítulo conto uma breve história do jornalismo cultural no mundo, no Brasil e na Paraíba. Tudo muito breve mesmo, pois muito ainda precisa ser estudado, pensado e escrito sobre o jornalismo de cultura em nosso Estado. Talvez por períodos, por anos ou décadas. Sem falar que a dinâmica das redações de cultura são muito rápidas e contar a história quando ela ainda está acontecendo é um tanto quanto complicado.  

Jornalismo Cultural é prefaciado pelo professor Dr. Wellington Pereira que foi seu orientador na graduação e especialização. “O livro de Adriana Crisanto procura demonstrar que no jornalismo cultural, na maioria das vezes, as palavras se bifurcam dos conceitos”, escreveu Pereira. A orelha do livro recebeu os comentários do professor Dr. David Fernandes. 

Os capítulos subsequentes dedico ao estudo das fontes e gêneros do jornalismo cultural. “A intenção não é trazer a polêmica entre vanguardistas e conservadores, defensores da arte moderna, o papel da crítica, a decadência do jornalismo cultural, as diferenças entre cosmopolitismo e nacionalismo, nem questões conceituais apenas. Muito embora um pouco de tudo isso esteja impresso neste trabalho”, acrescentou Adriana Crisanto. 

SOBRE A AUTORA - Adriana Crisanto Monteiro é graduada em Relações Públicas e Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com especialização em Jornalismo Cultural pela FIP/FAP. Mestranda em Serviços Públicos na Faculdade de Sociologia e Comunicação da Universidade de Salamanca (ES) e no Programa de Pós-graduação em Serviço Social pela UFPB. Foi bolsista do CNPq no projeto “Imprensa e Seca na Paraíba”, com a orientação do professor Luiz Custódio da Silva. Também bolsista na Coordenação de Extensão Cultural da Pró-Reitoria para Assuntos Comunitários (PRAC/COEX) com projeto Tambores e Teclas, no Núcleo de Teatro Universitário (NTU) da UFPB, que teve como orientadores: Buda Lira, Everaldo Pontes e Edilson Alves. Atuou como repórter na editoria de cultura do Jornal A União. Trabalhou como repórter de cultura e sub-editora de cultura no Jornal O Norte (Diários Associados Paraíba) por 10 anos. Atualmente é professora do curso de Jornalismo da Faculdade Maurício de Nassau e Chefe da Assessoria de Comunicação da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes. 

SERVIÇO:
JORNALISMO CULTURAL
Autora: Adriana Crisanto Monteiro
Editora Universitária – UFPB, 2012
Páginas: 98
Preço: R$ 20,00
Contato para palestras e oficinas: adrianacrisanto@yahoo.com.br